Sandálias para o outono

Sandálias “pesadas”, vazadas ou com tiras largas, e salto grosso devem permanecer em alta na próxima estação. Confortáveis e ideais para contrastar com os tecidos leves durante o verão, modelos fechados no peito do pé e que substituem a meia pata, em alta nas temporadas anteriores, por saltos quadrados e largos, continuarão sendo uma boa pedida quando o outono chegar: elas também vão bem com tecidos mais pesados.

marcfisher-fall16-phrobbiefimmano-1

Marc Fisher Fall 2016

Na campanha de outono/inverno da Marc Fisher, as sandálias acompanham jeans escuro e top de tricô canelado e vestido justo de mangas longas em composições com cartela de cores com pouco contraste ou monocromática. Além do preto, sandálias em cores como caramelo e marrom são fáceis de adaptar a essa proposta. O caramelo vai bem com jeans e tricô bege enquanto o marrom é perfeito para acompanhar peças em azul marinho ou vinho.

marcfisher-fall16-phrobbiefimmano-2

Marc Fisher Fall 2016

Os modelos claros, como off-white e bege, não precisam ficar encostados quando os dias mais frescos começarem a chegar: escolha uma estampa que misture tons escuros de inverno e cores claras. Outra ideia é combiná-los com um visual total jeans bordado, que prometem chegar com força. Já falei deles por aqui, lembra? A inspiração é do Pre Fall 2017 da Alice + Olivia.

aliceolivia-prefall2017

Alice + Olivia Pre Fall 2017

(Imagens: Robbie Fimmano para Marc Fisher e divulgação)

Tiffany&Co. no Golden Globes

Além dos vestidos, as joias escolhidas pelas celebridades para atravessar o Red Carpet do Globo de Ouro em Los Angeles confirmam tendências, como brincos longos e braceletes largos, e mostram que peças clássicas não perdem seu espaço: para um visual moderno, a dica é utilizá-las como elemento contrastante, ao lado de vestidos com recortes geométricos, por exemplo.

A joalheria americana Tiffany&Co., e suas peças clássicas, modelos vintage ou joias com design atemporal,  foi a escolha de nomes como Emma Stone, que venceu como Melhor Atriz em Filme Musical com La La Land. O vestido Valentino da atriz ganhou um toque especial com colar Archival, brincos e anéis de diamantes.

tiffany-emma-stone

As jóias de Emma Stone: Colar em ouro, platina e diamantes Tiffany & Co. 1909; brinco em platina e diamantes; e anel Tiffany Jazz™ em platina e diamantes.

Natalie Portman, indicada como Melhor Atriz por seu trabalho em Jackie, usou brincos de franja de diamante, um anel com diamantes brancos e amarelos e um bracelete Tiffany Archival de diamantes ao lado de um comentado vestido amarelo Prada; enquanto Reese Witherspoon, combinou seu vestido na mesma cor, do atelier Versace, com um colar Tiffany Archival e brincos de diamantes amarelos.

tiffany-natalie

As jóias de Natalie Portman: Brincos em platina com diamantes em forma de pera e brilhantes; bracelete em platina e diamantes Tiffany & Co. 1920-1925; e anel em platina com diamantes brancos e amarelos.

tiffany-reese

As jóias de Reese Witherspoon: Colar em ouro e diamantes Tiffany & Co. 1989; anel em ouro com esmalte verde e diamantes Tiffany & Co. Schlumberger® Pavé X; e anel em ouro 18k com diamantes Tiffany & Co. Schlumberger® Four Leaves.

Naomie Harris, indicada para Melhor Atriz Coadjuvante em Moonlight, esbanjou criatividade com brinco longo  e uma composição de anéis Tiffany&Co. com peças com design e acabamentos diferenciados. Sienna Miller escolheu as clássicas pérolas, além de brincos de diamantes, para contrastar com um modelo Michael Kors super atual.

tiffany-naomie-harris

As jóias de Naomie Harris: Anel Tiffany & Co. Schlumberger® em platina e diamantes; anel em platina com diamantes baguette e brilhantes redondos; e anel Tiffany Aria em platina e diamantes.

tiffany-sienna

As jóias de Sienna Miller: Colar Tiffany South Sea de pérolas cultivadas com um fecho de ouro 18k; brinco de platina com diamantes em diferentes lapidações; anel Tiffany South Sea Noble em platina com diamantes e uma pérola cultivada; anel em ouro branco 18k com diamantes e pérolas; Tiffany Essential pulseira de pérolas Akoya com um fecho de ouro branco 18k; e Tiffany Signature ™ pulseira de pérolas cultivadas com ouro branco 18k.

No Sul do Brasil, a Tiffany&Co. está localizada em Curitiba, no primeiro piso do Pátio Batel; e as peças usadas pelas celebridades no Golden Globes podem ser encomendadas na loja através de special order.

(Imagens: divulgação)

+ | Texto de minha autoria originalmente publicado no blog Palpite De Alice, no site do Viver Bem / Gazeta Do Povo.

Golden Globes 2017

Entre os modelos coloridos, os tons claros destacaram-se no Tapete Vermelho do Golden Globe Awards 2017. Azul, rosa, amarelo e flores em detalhes e bordados, marcaram presença em visuais não necessariamente românticos. De Prada, Jessica Chastain equilibrou a doçura do tom pastel + bordado delicado com decote profundo e cabelo preso sem volume; enquanto Reese Witherspoon, de Versace, apostou em um tomara-que-caia justo e com fenda e franja assimétrica para acompanhar o amarelo claro.

jessicachastain-prada

reesewitherspoon-versace

Hailee Steinfeld vestiu Vera Wang. O modelo lilás, assim como diversos outros visuais que atravessaram o Tapete Vermelho da premiação, valoriza os ombros com um recorte nessa região. Destaque para os ombros também nos vestidos cor de rosa bordados de Lola Kirke e Connie Britton, que acertou na escolha da clutch em um tom escuro de azul: fugiu do óbvio e ficou interessante ao lado do rosa + lilás (dos detalhes do vestido).

haileesteinfeld-verawang

lola-kirke

connie-britton

Com um detalhe volumoso nos ombros e decote, o vestido rosa de Carrie Underwood dividiu opiniões assim como o modelo Gucci de Felicity Jones, com excesso de detalhes “fofos” que deixaram o visual infantil…

carrieunderwood

felicityjones-gucci

Ao contrário do floral escolhido por Laura Dern, com fundo nude e tons escuros. O vestido Burberry valorizou o corpo, a pele e o cabelo da atriz, que deixou o modelo brilhar com poucos acessórios e maquiagem leve.

lauradern-burberry

Também com poucos acessórios, Brie Larson foi uma das poucas que usou vermelho. O modelo Rodarte foi combinado a uma beleza clássica, com batom da mesma cor e cabelo com ondas.

brielarson-rodarte

Branco e off-white, nudes, prateados e dourados dominaram o Red Carpet do Globo de Ouro esse ano. Emma Stone foi, mais uma vez, uma das mais elogiadas com um vestido Valentino cheio de estrelas. Assim como ela, Nicole Kidman e Drew Barrymore também apostaram no branco + prateado com pouca cor na beleza. Os modelos com ombros à mostra são Alexander McQueen e Monique Lhuillier respectivamente. Repare que a premiação confirmou os penteados despretensiosos como tendência para visuais de festa.

emmastone-valentino

nicolekidman-alexandermcqueen

drewbarrymore-moniquelhuillier-2

Millie Bobby Brown combinou o vestido mais curto, Jenny Packham, com a sandália. Para funcionar, e não ficar antiquado, visuais de festa combinados pedem poucos acessórios e cartela de cores sem contraste ou monocromia. Optar uma beleza moderna à composição combinada clássica ajuda a “amadurecer” o visual.

milliebobbybrown-jennypackham

O cabelo curto de Kristen Wiig é perfeito para o vestido Reem Acra com gola alta. Porém, o bracelete dourado largo pesou no visual, que traz textura delicada + maquiagem leve. E por falar em textura, Kristin Cavallari  e Natalie Morales vestiram modelos texturizados pelos bordados geométricos.

kristenwiig-reemacra

kristincavallari

natalie-morales

O decote geométrico fez toda a diferença no vestido sereia de Romona Keveza de Regina King. O modelo clássico foi combinado à acessórios atuais e cabelo leve em um look moderno…

regina-king-romona-keveza

Só não mais que o visual da Ruth Negga, que roubou a cena com um vestido Louis Vuitton prateado e com zíper.

ruthnegga-louisvuitton

Vestidos com brilho do decote à barra dificilmente ficam de fora do Tapete Vermelho, e geralmente são vistos como perigosos: eles podem mostrar demais ou aumentar visualmente. Quebrando essa e outras regras, como a de que decotes fechados e manga comprida achatam seios volumosos, Yvette Nicole Brown foi uma das mais deslumbrantes do Golden Globes 2017. A modelagem valorizou o corpo e o penteado assimétrico + brinco longo não deixou o brilho do vestido ofuscar o rosto iluminado com maquiagem leve.

yvettenicolebrown

Sofia Vergara brilhou com mais um modelo com recorte nos ombros. Ao contrário dos anteriores, o vestido Zuhair Murad Couture usado pela atriz não tem volume nas mangas. A escolha do penteado preso é perfeita para a dupla brinco longo + vestido bordado.

sofiavergara-zuhairmuradcouture

Tão deslumbrante quanto o vestido da Sofia Vergara é o modelo Ralph Lauren escolhido por Priyanka Chopra que, ao contrário da primeira, não foi tão feliz na escolha da beleza: a combinação de cabelo solto + batom escuro pesou no visual dourado com mangas longas que ainda traz um colar marcante. Muito.

priyankachopra-ralphlauren

Informação demais também no look de Chrissy Teigen: o vestido Marchesa bordado e com gola alta não precisava de brinco longo e volumoso + batom escuro.

chrissy-teigen-marchesa

chrissy-teigen-marchesa2

Blake Lively foi mais uma que exagerou nos detalhes. O vestido Atelier Versace da atriz tem tecido pesado, tem detalhe prateado na gola e na cava, tem recorte geométrico, tem cauda e como se toda essa informação não bastasse foi combinado à dupla de braceletes largos com pedra verde + anel + unhas decoradas.

blakelively-atelierversace

blakelively-atelierversace-2

É difícil errar com preto e branco, maquiagem leve e cabelo clássico, mas a escolha da gargantilha preta com laço  tirou do visual da Michelle Williams a formalidade que a cerimônia exige. O vestido Louis Vuitton (mais um com os ombros à mostra) estaria melhor acompanhado, nessa ocasião, de uma joia clássica…

michellewilliams-louisvuitton

Enquanto um penteado preso faria tanto o vestido como Julia Louis-Dreyfus brilhar mais: a confusão de detalhe de um ombro só + cabelo tira a atenção do rosto da atriz.

julialouis-dreyfus

Mas o preto e branco que deu certo mesmo foi o conjunto de alfaiataria Altuzarra da Evan Rachel Wood. Mais elegante impossível e uma ótima escolha para os lábios: nem claro, nem escuro.

evanrachelwood-altuzarra

E um exemplo de cabelo solto que funcionou foi o da Mandy Moore que, penteado para trás, fez um fundo bonito para o brinco longo e não ofuscou os detalhes do vestido Naeem Khan, com recortes e decote geométricos e transparência.

mandymoore-naeem-khan

Esses detalhes também aparecem no vestido de alta costura da Chanel de Riley Keough, que, apesar de difícil, foi bem coordenado ao penteado preso + batom vermelho e acessórios discretos.

rileykeough-chanel-haute-couture

Amy Adams, de Tom Ford, e Susan Kelechi Watson, de Romona Keveza, combinaram vestidos pretos com cabelos sem volume, um solto e outro preso, maquiagem em cores neutras e brinco longo em dois visuais impactantes sem exageros.

amyadams-tom-ford

susankelechiwatson-romona-keveza

• Os melhores

Em um Tapete Vermelho sem muito “uau”, a primeira que me fez suspirar foi Natalie Portman em um elegante vestido Prada. Com beleza clássica e jóias Tiffany & Co.  vintage, a atriz mostrou que cores vibrantes podem ser extremamente elegantes, e a escolha de clutch quadrada traz um toque moderno delicado e super bem vindo.

natalieportman-prada

natalieportman-prada-2

make-natalieportman

Moderno é o visual de Thandie Newton que, comparado a um cigarro por alguns, conquistou meu coração. A sofisticada mistura de branco e dourado aparece de forma atual e as jóias clássicas ganham leveza com o uso do colar “solto” nas costas. O penteado perfeito para esse visual com contrastes sutis: rabo de cavalo (moderno) com leve volume na parte da frente (clássico).

thandienewton

thandienewton2

make-thandienewton

Entre tantos vestidos cor de rosa o Zuhair Murad de Lily Collins roubou a cena. Mais do que um belo modelo “de baile”, com muita renda e saia ampla, o tom escolhido ficou impecável na pele da atriz. Além do vestido certo, o segredo do sucesso do visual da Lily Collins está na beleza que mistura clássico e atual: rosa + vermelho (opaco) na maquiagem e um coque alto e perfeitamente bagunçado com trança.

lilycollins-zuhair-murad

make-lily-collins

Kristen Bell desfilou um dos meus modelos favoritos do Tapete Vermelho do Globo De Ouro 2017. O vestido Jenny Packham da atriz tem decote profundo quadrado e detalhes opacos, em um modelo cheio de brilho, que remetem à alfaiataria. Para enriquecer essa mistura de materiais, Kristen Bell adicionou uma clutch, também preta, em outro material à composição. Cabelo com ondas e jóias clássicas dão o toque final perfeito. Amei!

kristenbell-jennypackham

kristenbell-jennypackham-2

Mais um vestido Zuhair Murad entre as favoritas: a modelo Olivia Culpo atravessou o Red Carpet com um modelo estampado e bordado de tirar o fôlego. Com decote trançado e fundo preto, o vestido volumoso ainda deixava as costas à mostra. O coque baixo e o batom em um tom claro de marrom deixaram o visual dramático sem pesar (lábios vermelhos poderiam ser demais); e o brinco volumoso, mas não longo, chamou a atenção para o rosto sem “brigar” com os detalhes da parte de cima do vestido.

olivia-culpo-zuhairmurad

make-olivia-culpo

(Imagens: reprodução)

Liquidação: Será que vale a pena?

Começa o ano e com ele as liquidações de verão. Etiquetas vermelhas e descontos progressivos costumam atrair as consumidoras para as lojas, porém, o período de remarcações pode ser perigoso: itens que ficarão encostados, peças em mau estado e descontos enganosos costumam estar entre as peças promocionais. Será que vale mesmo a pena?

As consultoras de imagem Márcia Caldas Vellozo Machado, Fernanda Delgobo e Elisa Kohl colaboram com a coluna de hoje e apontam alguns cuidados que devem ser tomados antes de passar no caixa, principalmente com relação à necessidade e estilo.

shopping-sale

Antes de tudo, pergunte-se se esse item é indispensável no momento e se realmente combina com seu estilo pessoal, afinal, nem todas as tendências tem a ver com o nosso guarda-roupa. Fernanda Delgobo considera a liquidação de verão bastante perigosa e orienta suas clientes a evitar compras nesse momento. Segundo Fernanda, “não irão achar nada que não acharão depois ou que seja tão imprescindível no guarda roupa”.

Para Márcia Caldas Vellozo Machado, além da importância de avaliar se a peça comunica-se com outras que você tem e se o modelo ainda tem fôlego quando o assunto é moda, ou seja, se ainda estará em alta no próximo ano, vale a pena ficar alerta para peças de temporadas anteriores que “frequentam as araras de 2016” nos períodos de saldo. Considere também o motivo pelo qual a peça ainda não foi vendida, pois ela pode apresentar problemas de modelagem, ter sido confeccionada em uma cor difícil de combinar, estar com um preço que não corresponde à qualidade do tecido entre outros fatores.

Com cautela e atenção a todos esses itens, Elisa Kohl sugere que suas clientes confiram as liquidações “como um teste pra si mesmas”. Para Elisa, há a possibilidade de encontrar algo que realmente valha a pena. Itens básicos, com matéria-prima de qualidade e que façam sentido dentro do seu guarda-roupa podem ser uma boa ideia. Bolsas e sapatos em tons escuros e materiais resistentes, por exemplo, costumam ser boas aquisições, mas deixo um alerta com relação aos descontos progressivos: 10% de desconto a mais no modelo que gostou não justifica a compra de uma peça que ficará “encalhada” no closet. Encontrou um desses achados?  Márcia acrescenta uma dica de ouro: verifique onde o item foi confeccionado e apoie a moda ética.

(Imagem: Visualhunt)

+ | Texto de minha autoria originalmente publicado no blog Palpite De Alice, no site do Viver Bem / Gazeta Do Povo.

Aquecimento Tapete Vermelho | Vestidos do Pre Fall 2017

A temporada de premiações está chegando! E para esperar o Tapete Vermelho, uma olhada nas coleções Pre Fall 2017 já revela as principais apostas dos estilistas quando o assunto é vestido de festa.

Azul e rosa em tons claros aparecem com ou sem volume e bordado, trazendo feminilidade através dos laços, das fitas, dos tecidos leves ou da cintura marcada. Christian Siriano, J. Mendel e Marchesa são algumas das marcas a apostar nesses tons, e as duas primeiras também apresentam modelos que misturam as duas cores.

christian-siriano-4

Christian Siriano

christian-siriano-3

Christian Siriano

christian-siriano-6

Christian Siriano

christian-siriano-5

Christian Siriano

j-mendel-4

J. Mendel

j-mendel-5

J. Mendel

marchesa-4

Marchesa

Na Marchesa, outro tom de azul marca presença: o azul Tiffany está em modelos ricamente bordados e estampados da grife. O tom também aparece na Temperley London, e Elie Saab apresenta a cor em um modelo imponente com ombreiras e mangas longas que valoriza as curvas através da modelagem e da transparência sutil sob os bordados. E por falar em transparência…

marchesa-2

Marchesa

marchesa-18

Marchesa

temperley-london-5

eliesaab-1

Elie Saab

Elas estão na delicadeza das rendas claras na Monique Lhuillier, Marchesa e J. Mendel (valorizando o fundo rosê)…

monique-lhuillier-2

Monique Lhuillier

marchesa-8

Marchesa

j-mendel-3

J. Mendel

Ou na ousadia dos modelos com detalhes geométricos da Pamella Roland.

pamella-roland-1

Pamella Roland

Ao lado dos bordados, principalmente em 3D, e dos florais, as transparências parecem continuar como uma das principais tendências quando o assunto é vestido de gala. Com fundos claros, a mistura dos três elementos constrói vestidos extremamente delicados que parecem ter saído de contos de fadas. Vestidos para amar: os que misturam bordado e estampa, trazendo informação atual aos modelos clássicos…

zac-posen-1

Zac Posen

dennis-basso-5

Dennis Basso

marchesa-13

Marchesa

dennis-basso-4

Dennis Basso

marchesa-12

Marchesa

marchesa-17

Marchesa

E os brancos (ou off-white), que atendem diferentes estilos. Perceba que decotes que valorizam os ombros, como o decote canoa, ou os deixam à mostra não são aposta apenas na moda casual. Na Marchesa, um detalhe dourado aparece para destacar essa área do corpo.

Gosta de visuais modernos independente da ocasião? Invista em peças brancas com bordados cheios de cor, como os vestidos da Monique Lhuillier e da Temperley London.

dennis-basso-7

Dennis Basso

marchesa-6

Marchesa

monique-lhuillier-5

Monique Lhuillier

temperley-london-1

Temperley London

Do branco ao preto + branco. A dupla de cores aparece em modelos dramáticos, com renda ou aplicações florais, e geométricos, nos bordados ou detalhes, na Naeem Khan e Pamella Roland; mas meu p&b favorito é o vestido leve e jovial da Monique Lhuillier, que parece ter sido manchado de tinta.

naeem-khan-1

Naeem Khan

naeem-khan-2

Naeem Khan

naeem-khan-3

Naeem Khan

pamella-roland-5

Pamella Roland

monique-lhuillier-1

Monique Lhuillier

Entre os pretos, destaque para os vestidos com muita textura: transparência, bordado, tules e babados…

marchesa-9

Marchesa

oscar-de-la-renta-1

Oscar de la Renta

j-mendel-1

J. Mendel

tadashi-shoji

Tadashi Shoji

monique-lhuillier-6

Monique Lhuillier

E para os tecidos estruturados em modelos volumosos com modelagem sereia ou saia ampla.

zac-posen-5

Zac Posen

pamella-roland-4

Pamella Roland

zac-posen-8

Zac Posen

dennis-basso-1

Dennis Basso

Detalhes em poá aparecem em vestidos pretos com decote fechado na Dennis Basso (com uma elegante gola alta)  e na Monique Lhuillier. Na Elie Saab, a meia de bolinhas traz personalidade ao vestido prateado bordado. Para roubar a cena: preto + dourado, e com fenda, na Naeem Khan.

dennis-basso-2

Dennis Basso

monique-lhuillier-4

Monique Lhuillier

eliesaab-2

Elie Saab

naeem-khan-6

Naeem Khan

Mais dourado! Ao lado do prateado ele dificilmente fica de fora do Tapete Vermelho. Peças totalmente bordadas nessas cores, independente do comprimento, vestem mulheres com variados estilos e são fáceis, pois criam visuais impactantes sem esforço.

monique-lhuillier-3

Monique Lhuillier

marchesa-5

Marchesa

naeem-khan-7

Naeem Khan

marchesa-15

Marchesa

Tonalidades escuras de azul, verde, especialmente o verde esmeralda, e vermelho são as opções sóbrias nem um pouco “apagadas” das coleções internacionais. Entre as cores vivas, vermelho e pink em evidência.

Além dos decotes que valorizam os ombros, vale lembrar que, em modelagens ajustadas ou não, a cintura promete estar em evidência no Tapete Vermelho em 2017 e os recortes / detalhes geométricos não perdem espaço. Detalhe! Repare que apostar em uma beleza descomplicada, com penteado “fora do lugar” e maquiagem ultra leve, é uma excelente forma de atualizar vestidos clássicos.

marchesa-7

Marchesa

pamella-roland-2

marchesa-16

Marchesa

zac-posen-3

Zac Posen

zac-posen-6

Zac Posen

pamella-roland-3

Pamella Roland

pamella-roland-7

Pamella Roland

j-mendel-2

J. Mendel

naeem-khan-4

Naeem Khan

naeem-khan-5

Naeem Khan

marchesa-10

Marchesa

marchesa-11

Marchesa

(Imagens: divulgação)

Leveza e ouro para 2017

O universo da joalheria aposta, cada vez mais, em linhas orgânicas e peças leves. É claro que os clássicos cravejados e cheios de brilho não perdem seu espaço, mas a sutileza das formas de peças como o conjunto da linha Existência, da Vivara, é perfeita para acompanhar visuais cheios de textura e detalhes e até mesmo looks de mulheres modernas adeptas do hi-lo e das misturas de referências.

brinco-anel-existencia-vivara

Brinco e anel Existência, da Vivara

Acredita na força dos astros? As peças da coleção Du Jour Zodiaque, da Bergerson, trazem os símbolos dos signos do zodíaco em delicados anéis que seguem essa proposta: uma joia para trazer boas vibrações todos os dias.

dujour-zodiaque-bergerson

Du Jour Zodiaque, da Bergerson

Com tanta delicadeza nas formas, os diamantes aparecem da mesma forma: enfileirados formando ondas em peças da joalheria nacional e internacional. O impacto da pedra preciosa mais desejada do mundo une-se à suavidade do design de peças como o brinco H. Stern e o bracelete da joalheria italiana Marco Bicego para tornarem-se ainda mais versáteis. Que 2017 seja leve e precioso como as joias da temporada!

brinco-hstern

Brinco H. Stern

bracelete-marco-bicego-1

Bracelete Marco Bicego

(Imagens: divulgação)

Quatro delícias de quatro cidades italianas | Florença

Florença fez com que me sentisse em um filme antigo. Os tons terrosos que predominam na arquitetura, as ruas paralelas ao Rio Arno com a Ponte Vecchio ao fundo (e o pôr do sol visto dela), as praças cheias de artistas, as bandeirolas da Toscana… Tudo tem um delicioso “perfume” retrô. Essa charmosa cidade italiana foi considerada a capital da Moda por muito tempo, e duas das quatro delícias, que escolhi entre tantas, falam sobre o assunto.

florenca-5

• Fazer um tour por museus de Moda

A Galleria del Costume, no Palazzo Pitti, foi minha primeira parada em Florença. Apesar da localização central e fácil, andei bastante em círculos até encontrá-lo. O resultado? Descobri brechós cheios de preciosidades nos arredores da Piazza de’ Pitti. Depois de visitar esse espaço (onde também estão localizados outros museus incríveis), a dica é atravessar a Ponte Vecchio aproveitando para conhecer as vitrines das joalherias locais (falei sobre algumas delas aqui) e mundialmente famosas que lá estão até chegar na Piazza della Signoria, onde fica o museu da grife italiana Gucci (leia mais sobre o Gucci Museo aqui). É fashionista e tem pouco tempo em Firenze? Volte para as margens do Rio Arno e continue o passeio sentido Piazza di Santa Trinita para visitar loja e museu Salvatore Ferragamo, que abriga diferentes mostras durante o ano, e passear pela região repleta de vitrines fantásticas.

florenca-1

florenca-2

• Encantar-se com os títulos da livraria do Gucci Museo

O primeiro piso do Gucci Museo traz uma livraria, além de loja e café, de enlouquecer amantes de moda, arte e design. Títulos com diferentes temas, incluindo obras sobre a Gucci, em diversos idiomas tornam impossível querer sair de lá sem um exemplar. Meu escolhido: um livro sobre a parceria da Gucci com Vittorio Accornero que resultou nos icônicos lenços de seda da grife.

• Visitar a Galleria degli Uffizi  e apreciar arte local do lado de fora

Um dos mais importantes museus do mundo, a Galleria degli Uffizi abriga obras de artistas como Michelangelo, Leonardo da Vinci, Botticelli e Caravaggio (O nascimento de Vênus, de Botticelli, é um dos pontos altos da galeria). Mais que encantar-se com os grandes nomes e a arquitetura do local, aproveite para passear pelo lado de fora onde artistas locais apresentam ilustrações e pinturas com a incrível paisagem de Florença. Um excelente souvenir.

florenca-4

• Apreciar a gastronomia local e ouvir música na Piazza San Marco

Durante as andanças por Florença, perdi as contas de quantas vezes não sabia mais para onde estava indo. E meu ponto de referência, a Piazza San Marco, me apresentou lugares deliciosos para apreciar a gastronomia local e bancos ao ar livre para ouvir um músico animado, que atendia às solicitações do público e vendia CDs, entre uma rota mal sucedida e outra. Duas dicas gastronômicas pessoais por ali são o Ristorante Accademia e o Gran Caffè San Marco, que conta com pratos deliciosos e mesas externas que deixam tudo mais gostoso.

florenca-3

(Fotos: acervo pessoal)

+ | Leia o primeiro post da série, que fala sobre Roma, aqui.