Moda

Floral com couro

Florais deixam o verão para colorir o inverno em looks pesados ao lado de materiais como couro e pele. O editorial Gone Girl, da The New York Times Style Magazine (março de 2017) traz boas inspirações: Mais que combinar peças florais com jaquetas de couro sem muitos detalhes, a ideia é coordenar vestidos românticos, que misturam floral, rendas e babados, com roupas e acessórios em couro com tachas, zíperes e outros detalhes em metal sem medo de vestir, ao mesmo tempo, estilos contrastantes.

THE-NEW-YORK-TIMES-STYLE-MAGAGINE-SINGAPORE-gone-girl-marco-17-2

THE-NEW-YORK-TIMES-STYLE-MAGAGINE-SINGAPORE-gone-girl-marco-17-1

THE-NEW-YORK-TIMES-STYLE-MAGAGINE-SINGAPORE-gone-girl-marco-17-3

Jaquetas e calçados em couro preto e com tachas não são a única opção para compor o visual dentro dessa proposta, que pode adaptar-se a diferentes estilos. Para um visual romântico e moderno, por exemplo, uma bolsa colorida com tachas e um colar de correntes largas e um toque de brilho ao lado do preto, deixam o floral com peso visual sem perder a elegância. O sapato de salto bege traz equilíbrio ao detalhe de pedras claras da bolsa.

PAINEL-floral-couro-1

Toques esportivos, como zíperes em uma calça de couro e tênis, transformam a camisa floral clássica com fundo claro. Para deixar o look harmonioso, sem que ele pareça leve demais na parte de cima, escolha um detalhe em tom escuro, como uma bolsa preta ou um brinco em metal grafite, para essa área.

PAINEL-floral-couro-2

Vestido ou macaquinho floral + colete de pele. O toque moderno que não deixará o visual com referência boho óbvio é um sapato com solado tratorado branco e acessórios que circulam entre universo rock e o étnico. Opte por brincos, pulseiras e colares em metais prateados ou mais escuros, com formas geométricas, correntes, tachas e couro; sem esquecer de escolher tecidos e modelagens que valorizam sua silhueta e sem deixar de lado seu estilo pessoal.

PAINEL-floral-couro-3

(Imagens: divulgação / Edição de looks: Ivy Lemes)

Anúncios
Moda

Oversized

Peças oversized são “a cara do conforto”. Mas, não tão simples quanto parecem na passarela, na vida real elas podem complicar a silhueta e a praticidade do visual. Para aderir a essa moda com mais segurança, vale a pena prestar atenção a alguns detalhes, como materiais e comprimento. Como e onde as peças extra grandes serão usadas também é um ponto a ser observado: jaquetas volumosas e longas não são funcionais para passar o dia sentada no escritório, por exemplo.

Comece com peças menores, como o colete, optando por roupas com o ombro sem volume. Usar casacos e jaquetas acinturados por uma faixa ou cinto também ajuda a não “estranhar” a silhueta quando não está acostumada com peças largas. Para não sentir-se visualmente mais baixa,  a dica é apostar em estampas com listras e outros desenhos no sentido vertical, assim como peças com recortes ou detalhes que formam linhas nessa direção.

oversized-6

oversized-1

oversized-7

Da mesma forma, calças com modelagem ampla podem dar a sensação de centímetros a menos; mas modelos com a barra mais curta (ou com a barra dobrada) minimizam esse efeito. Calçados com o bico fino e/ou que deixam o peito do pé à mostra contribuem para o mesmo resultado.

oversized-3

Brinque com contrastes! Ao invés de um look todo oversized, aposte em blusões volumosos com saia justa e com a cintura alta. Para o happy hour: moletom esportivo com saia justa e bordada.

oversized-8

(Imagens: The Impression)

Moda

Chokers

A temporada internacional confirmou as chokers como um dos principais acessórios da temporada. Sucesso nos anos 90, as gargantilhas ganham cada vez mais versões que vão de modelos em couro até peças para combinar com vestidos de gala.

Em Paris, a choker de couro divide espaço com a gola alta na passarela da Hermès enquanto na coleção da Balmain o acessório é mais largo e rústico, com couro texturizado e grandes “medalhas” de metal.

choker-paris-hermes
Hermès fall 2017
choker-balmain-26
Balmain fall 2017
choker-balmain-20
Balmain fall 2017

Ainda na Balmain, choker + colar longo. O truque de styling, que também aparece na passarela da Christian Dior, é uma ótima maneira de adicionar personalidade aos acessórios. E por falar em Christian Dior, a marca apostou em gargantilhas delicadas, com pingentes pequenos com motivos como libélula e coração, ao lado de blusões, capas e botas pesadas.

choker-balmain-1
Balmain fall 2017
choker-cdior-paris2
Christian Dior fall 2017
choker-cdior-paris
Christian Dior fall 2017

Pingente delicado e insetos também em Nova Iorque, no desfile da La Perla e na coleção de Christian Siriano, que combinou brinco e colar marcantes. Impactante também é a choker com penas, brilho e pérola do desfile da Lavin, em Paris: um acessório e tanto para tirar do óbvio o jeans e camiseta…

choker-ny-la-perla
La Perla fall 2017
choker-ny-christian-siriano-22
Christian Siriano fall 2017
choker-paris-lanvin-18
Lanvin fall 2017

Assim como a choker da coleção da Versus Versace, apresentada em Londres, é o complemento perfeito para um visual sofisticado com referência rocker.

choker-londres-versus-versace-16
Versus Versace fall 2017

No desfile da Cushnie et Ochs, em Nova Iorque, e da Elie Saab, em Paris, opções de gargantilhas versáteis, com madrepérola e pedrarias, que adicionam elegância ao casual mas também funcionam com vestidos longos em ocasiões especiais. Para um look dramático, a choker do desfile de Zang Toi, em Nova Iorque, é o acessório perfeito!

choker-ny-cushnie-et-ochs
Cushnie et Ochs fall 2017
choker-paris-elie-saab-32
Elie Saab fall 2017
choker-ny-zang-toi-22
Zang Toi fall 2017

(Imagens: reprodução)

Moda

Boas ideias no styling da Nicole Miller

A apresentação da coleção de outono/inverno da Nicole Miller, em Nova Iorque, traz composições repletas de informação. Mais que combinar blusa e vestido, combinação presente em muitas das marcas que desfilaram até agora na NYFW, o styling da grife acrescenta a terceira peça (aqui amarrada na cintura) e uma dupla de meias: meia-calça + meia curta para destacar o coturno, outra peça bastante presente nessa temporada.

O visual é mais versátil do que parece. A partir da ideia de coordenar o trio blusa justa, vestido e camisa, duas meias, e bota de cano curto, é possível adaptar o conjunto ao seu estilo através das estampas e cores. Para um look delicado, por exemplo, misture duas estampas florais diferentes, bota caramelo e meias claras. Sugestão: meia calça rosê com meia curta dourada.

styling-nicole-miller-1

O mesmo tipo de adaptação pode ser feita com o visual que mistura calça ampla com top cropped e blazer + camisa amarrada na cintura. Adeptas de visuais coloridos podem trocar a calça xadrez por um jeans boyfriend claro, a camisa com estampa p&b por um modelo com desenhos coloridos e as correntes do blazer por patches.

styling-nicole-miller-2

Misturar estilos dentro de uma mesma cartela de cores é outra lição do styling da Nicole Miller: o toque artesanal do cachecol com a referência grunge do xadrez desfiado + detalhe lúdico da estampa com desenhos miúdos na bolsa…

styling-nicole-miller-3

Que também pode andar ao lado da referência esportiva, em uma sobreposição de vestido estampado e jaqueta longa. Falando nela, a jaqueta longa com detalhes que remetem ao universo do esporte são um bom investimento independente do seu estilo. Em uma proposta básica, o visual abaixo pode inspirar uma composição de vestido com estampa em tons de cinza + jaqueta preta.

styling-nicole-miller-4

Dos visuais para o dia para looks noturnos, misturas de estampas e materiais marcantes: arabescos dourados com animal print e estampa militar em um visual finalizado por um casaco de pele. A ideia aqui é misturar estampas com cartelas de cores próximas, utilizando três peças com modelagem ajustada em contraponto com o casaco volumoso.

A inspiração cabe em diferentes propostas como looks com referências boho, com estampas étnicas em tons de vinho e marrom, ou esportiva, com estampas gráficas e jaqueta de nylon. Três estampas é demais? Coordenar duas delas com uma peça totalmente bordada traz um efeito tão impactante quanto.

styling-nicole-miller-5

styling-nicole-miller-6

Meu principal objetivo com essa publicação é mostrar um “olhar aberto” sobre as composições da passarela. Muitas vezes não usamos aquelas peças da forma que são apresentadas, mas com certeza podemos extrair das fashion weeks boas lições de Moda.

(Imagens: divulgação)

Moda

I want it all

“Quem vai usar isso”? A pergunta que eu ouvia há alguns anos, sobre determinados desfiles e editoriais de moda, já não é mais tão frequente. Atualmente, o styling das ruas aparece mais elaborado, e tem muita gente disposta e segura para ousar nas composições. Por isso, divido três visuais interessantes de campanhas internacionais que podem funcionar muito bem na vida real: por que não misturar três ou mais tendências em uma mesma composição?

Na campanha da Diesel, o total jeans, que inclui bolsa no mesmo material, ganhou uma terceira peça que une três “modas”: a modelagem e o tecido esportivos encontram a estampa militar e as aplicações. E engana-se quem pensa que o jeans é um modelo clássico. A peça escolhida também é marcante, com detalhes mais claros e acabamento destroyed.

looks-styling-dieselfallwinter2016

O styling da H&M une esporte e alfaiataria em uma sobreposição de três peças. Camisa, moletom e blazer juntos, em uma cartela de cores neutras para não pesar. O look também conta com jeans com a barra desfiada e é arrematado por uma bota de envernizada, que pode ser substituída tanto por um mocassim ou oxford quanto por um tênis de material similar.

look-hm-fall16

O look monocromático da campanha da Zara aposta na escolha de uma só cor como base para misturar referências. Moletom, pele e veludo molhado em um visual ousado, mas mais versátil do que se imagina. Pense em vestido de neoprene + sobreposição de jaqueta de veludo com colete de pele; ou em um top de veludo com casaco de pele e calça de moletom. Visuais como esses podem ser casuais ou ir à festa, dependendo dos complementos. Para transportar essa inspiração para o dia a dia, vale escolher peças em um mesmo tom.

looks-styling-zara2016

(Imagens: divulgação)

Moda

Ideias com amarelo em Londres

A Pantone divulgou recentemente as dez cores da primavera 2017 e entre elas está o amarelo Primrose Yellow. Antes disso, na Semana de Moda de Londres, a passarela da Peter Jensen trouxe boas ideias para usar esse tom “solar”.

Um acessório amarelo ao lado da dupla branco e bege, ou um detalhe sutil da cor em uma composição com branco e dois tons de azul são maneiras fáceis de colorir o look; enquanto quem gosta de visuais multicoloridos pode apostar nos quartetos azul, amarelo, bege e branco ou amarelo, branco, vermelho e azul.

peter-jensen-11

peter-jensen-8

peter-jensen-9

peter-jensen-10

(Imagens: reprodução)

Moda

Macacão na NYFW

Semana passada a New York Fashion Week deu início às apresentações das coleções de Verão 2017. Logo nos primeiros dias de desfile, nota-se a permanências das referências esportivas e das peças confortáveis, com tecidos leves e modelagem oversized, entre as principais apostas; e poucas peças representam tão bem esse mood quanto o macacão.

alexander-wang-9
Alexander Wang

Amplos ou bem justos, como o modelo da passarela da Alexander Wang, as “peças únicas” tem tudo a ver com a praticidade que o dia a dia de grande parte das mulheres exige. Sem precisar pensar na combinação com outros itens, um bom macacão basta para estar bem vestida. Ao mesmo tempo, assim como os vestidos, permite uma variedade de composições através da simples sobreposição de um colete, blazer ou jaqueta.

brandon-maxwell-6
Brandon Maxwell
ralph-lauren5
Ralph Lauren

Até mesmo os modelos com recortes ousados da coleção da Cushnie Et Ochs conseguem adaptar-se a dois ou mais ambientes ou ocasiões, e quando em tecidos nobres, o macacão circula por festas de gala e pode até substituir o vestido de noiva. Que tal o tomara que caia branco da grife?

cushnie-et-ochs-1
Cushnie Et Ochs
cushnie-et-ochs-7
Cushnie Et Ochs
cushnie-et-ochs-8
Cushnie Et Ochs
cushnie-et-ochs-10
Cushnie Et Ochs

(Imagens: reprodução)

Moda

Recordando truques com o styling da Thakoon

A New York Fashion Week começou semana passada, abrindo a temporada de desfiles com apresentações see now, buy now. Independente do hemisfério e da estação, as principais passarelas do mundo sempre merecem um olhar atento: mais que shapes e peças da vez, elas trazem ideias para combinar cor e truques de styling que ajudam a “reciclar” o look. Ilustradas com os visuais da Thakoon, refresco três boas ideias para ver agora e usar agora com peças que já estão no seu guarda-roupa.

• Usar uma terceira peça, além do top + bottom, traz informação ao visual; e amarar uma camisa ou jaqueta na cintura já é moda. No desfile da grife a terceira peça aparece amarrada tanto na cintura quanto nos ombros, sempre desabotoada para fugir do visual patricinha. Para ficar ainda mais atual, escolha uma peça que contraste em estilo ou “peso visual” para amarrar: a Thakoon combinou jaqueta oversized esportiva e saia de renda.

thakoon-4

thakoon-10

• Trios de cores são um jeito fácil de deixar peças lisas ou neutras mais interessantes, principalmente quando aliados a materiais com caimentos e texturas diferentes. Além dos trios de neutros e das composições com três tons de uma mesma cor, visuais tricolores são uma boa forma de aderir aos contrastes sem medo de parecer colorida demais: escolha um item neutro, um blazer alongado, por exemplo, para sobrepor.

thakoon-6

thakoon-7

• Além da modelagem e do tecido, as cores interferem no “peso visual” da roupa. Para equilibrar a doçura de estampas florais em tons claros, combine-as com peças escuras em tecidos estruturados. No desfile da Thakoon, as cores marrom e preto quebram o romantismo do cor-de-rosa mesmo em um look com babados. Outros bons trios são azul marinho e preto com amarelo claro; e vinho + marrom com rosê.

thakoon-8

(Imagens: reprodução)

Moda, Viagem

Luisa Spagnoli

“Quem corre para o futuro esquecendo seu passado perde sua própria identidade”. A frase de Nicoletta Spagnoli resume o compromisso de uma empresa de quatro gerações que teve início em 1928 quando Luisa Spagnoli começou a confeccionar sofisticadas peças de malha tecidas com fio de angorá. O tecido, produzido a partir do pelo de coelhos da raça angorá, chamou a atenção pela consistência, leveza, e também por tratar-se de uma matéria prima nacional em uma época onde grande parte das empresas italianas importava fios.

Dedicada a inserir as mulheres no mercado de trabalho, Luisa Spagnoli faleceu prematuramente em 1935. A marca passou a ser administrada por seu filho, Mario Spagnoli, responsável pela abertura da primeira loja, e posteriormente por seu neto, Lino Spagnoli. Presidindo a empresa atualmente, Nicoletta Spagnoli tem como missão renovar a identidade da marca mantendo sua tradição e essência, além de fortalecer a imagem do made in Italy como exemplo de qualidade para a indústria da Moda mundial.

luisaspagnoli-2

Com peças clássicas em um styling atual, Luisa Spagnoli é uma das marcas que mais atraiu minha atenção na Itália. As imagens da campanha outono/inverno 2016 da marca, que ilustram o post, mostram a mulher contemporânea e elegante que a grife veste: são itens atemporais renovados através de tecidos, texturas e contrastes inteligentes. Um exemplo? O chapéu retrô arrematando a beleza do momento, que traz cabelos “despenteados” e olhos marcados.

luisaspagnoli-3

Duas grandes apostas para o outono/inverno, o veludo e os acessórios metalizados, também aparecem na coleção. Como não poderia deixar de ser, eles modernizam o tradicional blazer e bolsa carteira com tassel. O look traz mais um contraste de styling bem sucedido: misture o retrô da camisa branca de renda com uma bota prateada.

luisaspagnoli-1

Mais que uma história de sucesso e uma bela coleção, Luisa Spagnoli tem pontos de venda extremamente bem cuidados, onde até a vitrine de liquidação tem cenografia, e um site informativo e fácil. Por lá é possível encontrar slides e videos com a história da marca, dados sobre a empresa e suas lojas, e um lookbook maravilhoso com ideias de composição e link para comprar cada uma das peças. Não deixe de conhecer!

(Imagens: divulgação)

Moda, Negócios

Visual com informação

Levar informação de moda ao consumidor é uma maneira eficaz de impulsionar vendas. Além da produção dos manequins, formas de exposição diferenciadas, comunicação visual e a própria ordem dos produtos nas araras orientam sobre formas e ocasiões de uso.

Em uma composição inspiradora, com peças e acessórios, a vitrine da Kate Spade é um bom exemplo: ao lado de itens como óculos de sol e bolsa de praia, peças lisas, que poderiam não estar na “lista de compras”, tornam-se uma atraente opção para o final de semana.

vm-informacao4

Essa estratégia também ajuda o consumidor a visualizar a usabilidade de peças com design e/ou material diferente, que muitas vezes atraem o olhar mas geram insegurança no momento de efetivar a compra: mostre como (e/ou onde) seu cliente vai usar o produto.

Experimente criar exposições que apresentem mensagens, diretas ou indiretas, sobre tendências da temporada. A apresentação de um conjunto de produtos com referências de moda pode ser feita sem alteração na arquitetura da loja ou inserção de um mobiliário específico. Utilize as araras para organizar as peças na ordem de composição do look, e prateleiras ou áreas próximas para adicionar elementos ou painéis informativos.  Dica: a ordem das peças na arara também pode sugerir uma cartela de cores que fuja do óbvio.

vm-informacao

Materiais de comunicação com imagens, palavras ou mensagens diretas são bastante eficientes em lojas masculinas, visto que os homens geralmente buscam itens destinados à ocasiões específicas. Por não possuir o hábito de demorar nas compras, esse público é atraído pela facilidade de encontrar um conjunto de peças e acessórios que combinam entre si de forma fácil.

vm-informacao3

Aposte no visual com informação para otimizar todos os espaços do seu ponto de venda. Com uma linguagem atraente e bem alinhada com seu público, sua empresa estará prestando uma “consultoria de moda silenciosa” ao cliente. E ele certamente voltará para a próxima “consulta”.

(Imagens: reprodução)