Empreendedorismo, Mais, Marketing & VM

Presente ou diálogo?

Em um relacionamento você prefere ganhar presente ou manter um bom diálogo? O que fortalece mais a relação: bens materiais trocados ou conselhos compartilhados? Calma. Esse site não se transformou em um blog sobre vida amorosa; mas as relações entre marcas e consumidores, assim como laços pessoais, nunca precisaram ser tão bem cuidadas.

gift-presente-branding

Recentemente o site O Negócio do Varejo publicou, em uma matéria sobre fidelização de clientes, uma pesquisa da Accenture Strategy que revelou que “tanto os brasileiros quanto os consumidores de fora do país acumulam (e não usam) milhões de pontos de fidelidade”. Ou seja, oferecer bônus para a troca de produtos já não funciona tão bem como antigamente: o consumidor busca muito mais que benefícios financeiros em seu relacionamento com uma marca. Outros dados da pesquisa, sobre os quais comentarei a seguir, mostram que um dos pontos mais importantes para ele é o diálogo.

O estudo da Accenture Strategy feito com 25.426 consumidores em todo o mundo, 1.322 no Brasil, revela que, entre os brasileiros, 65% dos consumidores gastam mais com marcas que eles amam e 71% são fiéis a empresas que “oferecem pequenas provas de carinho” como descontos personalizados, vale-compras e ofertas especiais. Mais que o acúmulo automático de pontos, as marcas devem atentar-se aos hábitos de cada consumidor, oferecendo vantagens na categoria de produtos que ele mais consome ou enviando uma amostra de um novo produto com características similares aos seus favoritos, por exemplo.

Tão importante quanto acertar no presente, e oferecer um mix de produtos que atraia o consumidor, é saber onde e como comunicar e de que forma enviar ou personalizar o gift: a pesquisa aponta que, para haver fidelidade, 75 % dos entrevistados valoriza marcas que interagem através de seus canais de comunicação favoritos, e 64% optam por marcas que permitem personalizar seus produtos.

A personalização está entre as grandes tendências de varejo, e ela pode acontecer tanto nos produtos, com a impressão das iniciais ou a possibilidade de escolha da combinação de cores (levando o consumidor para “dentro” da empresa, como co-criador do produto), como no atendimento e relacionamento: os descontos e brindes que chegam na casa do consumidor X são diferentes dos produtos oferecidos como presente a outro cliente, com preferências diferentes. É como se a marca, entendendo seus hábitos, oferecesse exatamente o que você precisa, na sua cor preferida, em seu tamanho exato. Como não sentir-se especial em uma relação assim?

Mais que preço, busque monitorar, entender e demonstrar interesse pelas predileções de quem consome sua marca, envolva-o no processo e esteja disposto a ajudar da forma mais acessível e rápida possível tendo a tecnologia como aliada.

(Imagem: stevendepolo via Visual Hunt)

Comportamento, Mais, TV & Cinema

Match Point, sorte e alpinismo social (e profissional)

O homem que disse “Prefiro ter sorte a ser bom”, entendeu o significado da vida. As pessoas temem ver como grande parte da vida depende da sorte. É assustador pensar que boa parte dela foge do nosso controle. Há momentos numa partida em que a bola bate no topo da rede e, por um segundo, ela pode ir para o outro lado ou voltar. Com sorte, ela cai do outro lado e você ganha. Ou talvez não caia e você perca“.

Sorte é o tema central de Match Point (2005). Mas, muito além dele, o filme de Woody Allen levanta questões sobre imagem, o que somos e o que queremos ser, e escolhas que, de mãos dadas com a sorte, alteram o rumo da vida.

Ultimamente, pensando e repensando as “fórmulas” de sucesso, o empreendedorismo de palco e questões relacionadas a marketing pessoal, assisti Match Point outra vez. Longe de ser uma crítica de cinema, registro essa indicação de filme chamando a atenção para alguns pontos que envolvem moda e imagem, além da sorte, como fatores importantes na gestão de nossas vidas pessoais e profissionais.

filme-match-point-2

Vale a pena observar os detalhes, no figurino e nos hábitos, que levam o instrutor de tênis Chris Wilton a conquistar um espaço na esfera social que deseja; e questionar o valor que colocamos nesses signos ao avaliar o outro social e profissionalmente.

Com tantas redes sociais e um massivo compartilhamento de imagens de si mesmo, arrisco dizer que os itens de moda estão entre os materiais mais utilizadas na construção dos equipamentos para a prática do alpinismo social e profissional. Conheço muito mais pessoas que vestem o que querem ser do que pessoas que vestem o que são. E, além da imagem literal, a imagem subjetiva, que inclui discurso e lifestyle, segue o mesmo caminho. Essa “maquiagem”, no filme e na vida, funciona. Até certo ponto.

Não estou invalidando a preocupação com a imagem (seria até incoerente), mas ela precisa, acima de tudo, ser honesta. Com muito cuidado para não transformar marketing pessoal em propaganda enganosa, a não ser que esteja disposto a (spoiler alert!) cometer um crime para evitar problemas com o PROCON.

O que quero dizer é que há muito gato vendendo a si mesmo por lebre. Por sorte (e falta de senso crítico), outros estão comprando.

Porém, se no cinema a sorte de Chris Wilton “soprou” a bola (e a aliança) para o lado mais conveniente, na vida não é seguro contar com o mesmo. “As pessoas temem ver como grande parte da vida depende da sorte”, e como a sorte pode estar hoje a seu favor e amanhã contra. Por isso, eu escolho ter a sorte como aliada sem precisar dela como única sustentação na hora de entrar no jogo.

Mostre uma imagem que permaneça firme ainda que a bola bata no topo da rede e volte, ou planeje o próximo crime e conte, mais uma vez, com a sorte para que ele não seja descoberto. Bom filme! E boa sorte.

(Imagem: cena do filme Match Point)

Cultura, Mais, Moda

Pantone?

De tempos em tempo as cores indicadas pela Pantone ganham os sites e publicações de moda. Basta que a empresa divulgue uma nova lista para que jóias com pedras em tons próximos aos indicados, bolsas, sapatos e editoriais de moda que “vestem” as cores divulgadas saltem aos nossos olhos. Mas afinal: o que é essa tal Pantone?

Pantone Inc. é uma empresa norte americana que nasceu em 1962 com o objetivo de fabricar cartões de cores para indústrias de cosméticos. Já no ano seguinte, a empresa passou a produzir as Guias Pantone, cartões com uma série de cores e tonalidades especificadas através de números. O objetivo das guias é universalizar as cores de modo a conseguir regularidade e padrão na produção de produtos que levam cada uma delas, independentemente do local onde serão produzidos. Constantemente adaptando seus sistemas e tecnologias, a Pantone é reconhecida por criar processos que tornam possível a reprodução precisa de cores não apenas em impressões, mas nas áreas de design, arquitetura, indústria automobilística, artes plásticas e muitas outras.

pantone-sephora

Após consagrar-se como autoridade no universo das cores, a Pantone criou, em 1986, o Pantone Color Institute, um escritório de tendências que detecta, através de um cuidadoso trabalho de coolhunting, as preferências dos consumidores para os próximos anos.  Desde o ano 2000, a empresa divulga a cor do ano seguinte, guiando decisões de importantes empresas não apenas no universo da moda em todo o mundo.

Para fixar-se como importante propagadora de tendências de moda, a Pantone associou-se à importantes marcas, como a norte americana GAP, produzindo coleções inspiradas em suas famosas escalas. As camisetas GAP confeccionadas com cores selecionadas foram apresentadas em displays personalizados como escalas Pantone nos principais pontos de venda da marca, reforçando ainda mais sua inconfundível identidade inconfundível

No Brasil, a grife carioca FARM apresentou sua parceria com a Pantone em 2012: uma coleção com um amplo mix de produtos que iam de roupas e acessórios, entre eles, os também mundialmente conhecidos chinelos da Havaianas, à bicicleta e prancha de surf. Excelência e posicionamento fazem com que a Pantone seja, muitas vezes, a própria tendência.

pantone-farm-moda

(Imagens: divulgação)

Beleza, Mais

Bandejas inspiradoras para lavabo e banheiro

Além de servir, as bandejas são ótimas peças para organizar e decorar. Em lavabos e/ou banheiros, agrupam itens essenciais, como toalhas, algodão e porta sabonetes, sobre a pia ou organizam cosméticos de uso diário. Independente do estilo da decoração, existe uma grande variedade de modelos para deixar seu ambiente mais charmoso. Começo pelas minimalistas: rústicas ou de metal dourado.

13
24

Bandejas que trazem elementos naturais, como pedra e madeira, são perfeitas para criar um espaço relaxante. Para potencializar esse efeito, crie uma composição com velas aromáticas ou difusores, além, é claro, de vasos com flores. Também vale adaptar objetos antigos, como pratos de barro ou porcelana, bacias rasas…

12w

2

15

Ou trazer a delicadeza da decoração provençal com uma bandeja feita a partir de um espelho rústico.

10

Linhas retas são uma “base” coringa, adaptável a qualquer espaço. O resultado vai depender dos objetos e itens colocados sobre a bandeja.

4

16

20

Use a criatividade! Para criar uma bandeja com a sua cara, não é necessário investir muito. Que tal essa bandeja simples, que pode ser encontrada em lojas de materiais para artesanato, com uma linda composição em tons pastel? O vaso também é básico, o toque de cor vem das flores, da esponja e das toalhas azuis.

17

E também não é necessário ter um espaço grande para apoiá-las. Abaixo, uma bandeja pequena e estreita para apoiar itens utilitários, uma vela aromática e só.

11

Peças de metal são elegantes, e quando trazem um design simples valem ainda mais o investimento. As adeptas de espaços com detalhes sutis podem levar cor apenas em um arranjo de flores baixo, mas em tom vibrante…

8

Enquanto as modernas podem misturar estilos para compor uma bandeja com diversos elementos: estampa píton + rosas brancas + fotografia ao fundo além dos seus perfumes favoritos.

1

Peças espelhadas ao lado de flores em tons de rosa são ideais para uma decor bem feminina, assim como bandejas com detalhes em cristais/brilho.

3

7

Untitled 6

23

Por fim, bandejas altas ou com acabamento retrô. Se a peça for herança da sua avó ou garimpada em um antiquário, melhor ainda. Repare que elas também apoiam os acessórios quando retirados ao fim do dia.18

22

(Imagens: reprodução)

Mais

Dourado nada antiquado

Em peças com design leve e inserido em cartelas de cores e combinações modernas, o dourado começa a ganhar espaço na decoração. Se antes a cor era vista como antiquada (e até brega), o brilho do dourado agora traz um toque sofisticado sutil a ambientes e objetos super atuais.

O segredo é o contraste. Um espelho vintage, por exemplo, ao invés de ser combinado ao balcão antigo entra em uma composição moderna com móvel minimalista branco, vaso com estampa gráfica, revistas e pôsteres com frases. decor_gold4Para suavizar o dourado, aposte no branco e em móveis ou detalhes com vidro. Nos ambiente abaixo, mais uma forma de modernizar: com um mix nada óbvio de almofadas, que mistura estampa gráfica, retrô e animal print.
decor_goldInserir mesas laterais douradas enche de requinte ambientes com cartelas de cores marcantes, como turquesa + p&b + fúcsia. Escolha duas peças diferentes, e não em par; elas podem ser duas mesas laterais, uma mesa lateral e uma de centro, um aparador e uma cadeira etc.decor_gold2Trocar a mão francesa cromada das prateleiras por um suporte dourado faz toda a diferença no home office, e nada impede que a cor esteja também em alguns objetos. Adoro objetos com linhas retas ou clássicos funcionais, como a luminária “de escritório”, dourados; criando o contraste sobre o qual falei acima.
decor_gold5

decor_gold6

Mais um exemplo desses objetos? O abajur geométrico da inspiração abaixo, que traz a transparência da cadeira Ghost como complemento perfeito: uma peça icônica, que mistura clássico e moderno, tem tudo a ver com ambientes contemporâneos. Para inserir o dourado no seu espaço sem alterar mobiliário e estrutura, que tal objetos como porta lápis, grampeador ou notebooks com a cor? Adorei essa seleção de itens que encontrei no Pinterest. Foi ela que inspirou esse post e me deixou ainda com mais vontade de dourado. Eu quero!

decor_gold3

gold

(Imagens: reprodução)

Mais

Mix de estampas na decor

Yes! Mais estampas por aqui! Dessa vez as inspirações são de mix de estampas para vestir seu lar, seu escritório ou canto especial. Estampas dão outra cara na decoração, e quando em almofadas, tapetes, quadros e itens que podem ser substituídos facilmente, ajudam a deixar o ambiente sempre atualizado.

Nem preciso dizer que estampas são excelentes aliadas de quem prefere não ousar nas cores. Ambientes neutros, como a inspiração abaixo, ganham informação com a combinação de duas estampas diferentes.

estampasdecor3Além do bege com branco o p&b é fácil de coordenar (wallpaper de poá com almofada listrada e parede listrada com sofá xadrez são alguns exemplos) e, sem sair do território dos neutros, misturar estampas clássicas p&b, cinza e branco e bege e branco enriquece o cômodo com informação sem deixá-lo carregado.

estampasdecor2

estampasdecorCom as mesmas tonalidades de azul, dois quartos que misturam estampas dentro da mesma cartela de cores. A cabeceira estampada é um charme, e serve como ponto focal do quarto. Com ela, utilizar desenhos diferentes em quadros e almofadas, ou no próprio jogo de cama, são uma alternativa para quem não gosta da ideia de ter estampa nas paredes.
estampasdecor4

estampasdecor5

Preto, branco e sua cor favorita. Com o branco predominando nas estampas e toque colorido, o espaço fica leve e pronto para receber itens pessoais que irão enchê-lo de personalidade.
estampasdecor6

Quatro estampas! Repare que a estampa principal, da parede, tem tons próximos aos da almofada e do tapete, que não necessariamente precisam ter as mesmas cores. A manta e o puff contrastam com o restante da decoração sem sair da cartela de beges e violáceos, com tons fortes de vermelho/vinho e rosa.

estampasdecor7

(Imagens: reprodução)

Mais

II Encontro Clube da Alice

Dia 18 de março foi a data escolhida pelas administradoras e sócias do Clube Da Alice para celebrar, mais uma vez, as amizades e parcerias construídas através do grupo. Profissionais e empreendedoras de Curitiba apreciaram as delícias do coquetel oferecido pelo restaurante Cenacolo e demais parceiros, além do já tradicional naked cake da Dani Chrisóstomo que recomendo de olhos fechados (olha a fanpage da Dani aqui). A decoração da Sweet Moments, inspirada em Alice No País das Maravilhas, ficou impecável.

04

05

17

15

10 No primeiro encontro do ano contamos com um espaço para um seleto grupo de expositoras, e sócias do grupo, apresentarem seus negócios; e nossas queridas parceiras ofereceram presentes que foram sorteados na saída do evento. Além de se divertir, as Alices puderam fazer algumas comprinhas e conhecer produtos exclusivos, artesanais e diferenciados.

16

19

20

Quem clicou toda essa diversão foi a Nadalin Fotografia, da Maria Cristina Nadalin. Para fechar o post, meu “momento foto” e algumas das queridas que fizeram dessa noite muito especial. Sintam-se todas abraçadas, Alices! E até a próxima.18

22

08

21

(Fotografia: Nadalin Fotografia)

+ | As fotos do nosso primeiro encontro estão aqui.

Mais

Troque o puxador

Detalhes fazem toda a diferença. Tanto no look como na decoração. Móveis antigos que são a nossa cara não precisam ser descartados naquele momento em que o ambiente passa por uma renovação, e uma forma simples e rápida de atualizá-los é trocando os puxadores. Modelos de vidro transparente são charmosos e muito femininos, perfeito para peças vintage ou retrô.

puxadores3

Adoro detalhes em dourado, principalmente quando o branco predomina no ambiente. Olha só como as argolas deixam o espaço sofisticado. A leveza dos puxadores nesse formato não deixa o dourado se sobressair de forma negativa e exagerada.
puxadores4

Cerâmica estampada, pedras coloridas e desenhos enfeitam puxadores que podem ser coordenados com a decoração do quarto ou o toque de cor em espaços predominantemente neutros. Adorei estes puxadores de pedra!

puxadores5

Em lojas de construção e decoração, físicas e virtuais, é possível comprá-los individualmente (a Zara Home tem puxadores lindos) na quantidade exata que precisa. Essa facilidade também permite combinar peças diferentes em um mesmo móvel. Abaixo, uma seleção de modelos diferentes das lojas Mobly e Theodora Home. Difícil é escolher um só!

puxadores

PUXADORES_lojas(Imagens: reprodução)

+ | O Ivy Lemes Estilo não se responsabiliza pelo serviço prestado pelas empresas citadas.

Mais, Moda

Peças íntimas: cuide e organize

A lingerie certa valoriza seu corpo, traz conforto e contribui para um bom caimento da peça que está sobre ela, e por isso o carinho na hora de escolher, comprar, guardar e conservar peças íntimas deve ser o mesmo que o dedicado às roupas “que aparecem”. Alguns cuidados podem ajudar a aumentar a vida útil dessas peças delicadas, e que precisam ser lavadas diariamente.

lingerie5

Deixar a lingerie de molho não é um procedimento recomendado, assim como utilizar alvejante, cloro e/ou água sanitária para lavar, pois tanto a coloração como a elasticidade do fio podem ser comprometidas por esses hábitos e produtos. O ideal é lavar calcinhas e sutiãs a mão com sabão neutro ou com um produto próprio para esse fim, como o Higi Calcinha (esse aqui, recomendo); pois a máquina de lavar pode danificar a espuma dos bojos dos sutiãs e entortar os aros de sustentação, que acabam perfurando a peça.

Quando não for possível lavar toda a roupa íntima manualmente, dedique-se ao menos às peças mais delicadas (com tecidos finos, renda, aplicações etc) e adote os sacos utilizados para lavar peças delicadas na máquina para “amortecer o impacto”. Esses sacos são encontrados em lojas “chinocas” de utilidades, geralmente em três tamanhos (P, M e G), e são muito úteis na hora de higienizar lingeries e outras roupas delicadas. Também uso para lavar tops de academia, removendo o bojo dos modelos que permitem essa fantástica operação (hahaha!).

lingerie3É importante lembrar que a etiqueta de qualquer peça de roupa não está lá por acaso: ela traz indicações e instruções de lavagem e conservação que merecem atenção. Esta tabela, retirada do site Omo, vai ajudá-la a entender cada símbolo.

etiqueta

Após a lavagem, torça as peças suavemente e evite encostá-las em superfícies ásperas ou deixá-las secando ao sol. Não guarde peças molhadas, nem deixe secando no box do banheiro: o ambiente úmido favorece a proliferação de fungos e bactérias.

Suas calcinhas não precisam ser passadas, mas dobrá-las no formato envelope é uma ótima forma de manter a gaveta organizada facilitando na hora de encontrar um modelo específico (a imagem abaixo mostra como fazer). Sutiã com bojo? Não dobre! Mantenha a integridade da espuma armazenando essa peça aberta (tanto em casa quanto na mala de viagem).

envelope

A dobra envelope, citada acima, também pode ser adaptada para as meias, que em gavetas divididas podem ser guardadas em rolinhos dentro do seu espaço.

As colmeias para dividir gavetas facilitam muito na hora de manter a organização de qualquer item pequeno, e também há a possibilidade de utilizar organizadores soltos (em prateleiras ou gaveta) ou caixas para criar “nichos” do tamanho exato do seu espaço. Adeptas do DIY, corram para o Google! A internet está cheia de ideias para fazer suas próprias divisórias.

lingerie1

lingerie2(Imagens: reprodução)

Mais, Moda

Closet aberto sem bagunça

Eles são práticos, mas manter um guarda roupas aberto organizado, na correria do dia a dia, pode não ser tarefa fácil. Algumas dicas na hora de planejar e organizar o espaço ajudam a criar um closet funcional e visualmente agradável.

• Pratique o desapego: Excessos nunca são bem vindos, e aqui tornam-se ainda mais incômodos. Aquelas peças que você não usa, itens em mau estado ou incoerentes com o seu estilo contribuem para a sensação de “bagunça” na arara. Mantenha apenas o necessário.

closet2

• Padronize os cabides e atente-se às cores: Use cabides iguais, do mesmo material e cor, e organize as peças por cor, em degradê. As peças estampadas podem ficar ao lado da “família” da cor que predomina no desenho (geralmente a cor do fundo).

• Tenha caixas e organizadores como aliados: Em prateleiras, caixas, cestas e organizadores ajudam a manter peças menores (roupa íntima, biquínis, tops de ginástica, lenços etc) no lugar. Adorei esse móvel com arara, que é também a cabeceira da cama.

closet4

• Faça pilhas baixas: Altas pilhas de roupas não são nada bonitas, e tendem a desabar. Além de bagunçar o espaço, deixará suas peças amarrotadas.

closet3

• Projete diferentes alturas e incorpore um gaveteiro: Estudar o espaço, e o que tem no armário, facilita na hora de escolher a altura das araras (altura única ou duas alturas). Se for possível incorpore um gaveteiro ou uma cômoda sob os cabideiros. 
closet6

• Decore! Adicionar elementos decorativos e tratar o closet como um espaço especial faz toda a diferença. Adorei este móvel vazado deixando o papel de parede à vista, e com uma superfície livre para porta-jóias e outros mimos.

closet7

(Imagens: reprodução)