Beleza

Três, três e três de beleza

Para voltar a publicar sobre produtos de beleza, uma nova olhada (e um novo olhar) para os meus essenciais mostra menos produtos melhor aproveitados. Entre eles selecionei nove, separados em trios: três produtos que não dispenso ao acordar, três itens de maquiagem para o dia a dia e três itens para manter os lábios hidratados.

No cuidado com a pele, meus aliados são produtos específicos para peles sensíveis: o sabonete de alta tolerância Effaclar, da La Roche-Posay, o tônico da linha Sensi Solution, da Adcos, e o hidratante com fator de proteção solar Hydrance Optimale, da Avène, nessa ordem. O hidratante facial Hydrance Optimale possui fórmula livre de óleos, e é o melhor produto que já experimentei com fator de proteção solar. Dicas matinais extras: gelo,para desinchar, e soro fisiológico para limpar o rosto.

PAINEL-9

Minha maquiagem diária resume-se a três itens (ou dois!): o lápis para sobrancelhas, da Vult (cor universal), a máscara Hypnôse Drama, da Lancôme, e o lápis para olhos com esfumador da Kiko (cor 04 / Pearly Brown), sobre o qual já comentei no post sobre compras de beleza na Itália e em Paris (aqui). Embora não use o lápis todos os dias, ele é um coringa que pode ser utilizado ora rente aos cílios inferiores, ora delineado ou esfumado na pálpebra móvel para “efeito sombra”. Por ter textura cremosa, quando aplico rente aos cílios inferiores finalizo com uma sombra da mesma cor: o acabamento fica mais bonito e a maquiagem dura mais.

Com lábios frequentemente ressecados (e ressecáveis ao menor sinal de ar condicionado), sou “testadora” de produtos para manter a hidratação deles. Entre diferentes balms o clássico Baby Lips, da Maybelline, para todo dia, e o Kelyane HD, da Ducray, para reparar com mais intensidade, são meus favoritos do momento. Má notícia: comprei o Kelyane HD na Farmacity, em Buenos Aires, e até agora não o encontrei por aqui. O mais “potente”: Bepantol, essa maravilha que repara enquanto durmo e que também suaviza olheiras. Vale ter na necessaire pra sempre!

(Imagens: reprodução)

Anúncios
Comportamento, Etiqueta

Não seja deselegante

Sempre achei que Etiqueta deveria constar na grade escolar obrigatória. E cada vez mais acredito que a falta dessa disciplina é responsável por muitos incômodos cotidianos. Práticas simples, que deveriam ser óbvias, precisam ser ensinadas. E não estou falando sobre ordem de talheres. Etiqueta não é frescura (ordem de talheres também não, mas essa é outra pauta).

E é para todos. Para que os passageiros do transporte público aguardem o desembarque. Para que recolham a bandeja da praça de alimentação do shopping. Para que deixem a esquerda livre na escada rolante. Para que decidam o que pedir antes de entrar na fila (ao invés de “empatar” o caixa). Para que não se atrasem (Ô dificuldade!). Para que não perguntem quanto pagamos no sapato que estamos usando e por aí vai. Etiqueta é para facilitar, tornar o dia a dia e as relações mais agradáveis: com uma dose de etiqueta a gente evita colocar (ou manter) os demais em situações constrangedoras, ao invés de tornar um incidente ou uma gafe motivo de chacota diária no escritório. Coloque-se no lugar do outro! Mais que isso, aguce sua percepção. Nem sempre o outro reage a uma situação da mesma forma que você, mas não é difícil notar quando ele está incomodado com uma situação. E educação também é evitar que os demais sintam-se desconfortáveis sempre que possível.

Etiqueta nada mais é que educação e noção do seu espaço. Saber o seu lugar e respeitar o do outro independente de posição social ou hierarquia na empresa. Tudo isso para abrir um tópico que voltarei a explorar: tem tudo a ver com estilo de vida e é o único “complemento” que combina com qualquer look em qualquer ocasião e hora do dia. Precisamos falar sobre Etiqueta.

shopping-etiqueta

Com a proximidade do fim de ano, vale lembrar de algumas boas práticas na hora de circular pelo shopping ou fazer compras. Utilizando algumas das situações citadas acima, o caixa (da praça de alimentação ou da loja) serve para finalizar sua compra e não para escolher o que vai degustar ou comprar: evite atrapalhar quem deseja pagar e ir embora mudando seu pedido ou pensando/trocando/escolhendo itens adicionais na “boca do caixa”. Não é hora nem lugar. Da mesma forma, sua pressa ou agenda atribulada não é justificativa para exigir preferência ou furar filas. Ninguém é mais importante que os demais, nem o único que possui outros compromissos. Aguarde a sua vez!

Lembre-se que o espaço coletivo é… coletivo!!! E sua vontade de espalhar todos os produtos no balcão ou seus pertences para experimentar sapatos deve ser contida a fim de respeitar o conforto alheio: esse espaço é dividido, e aqui entra a boa e velha regra do “seu espaço acaba quando começa o do outro“. O mesmo vale para corredores ou escadas rolantes. Seu grupo de amigas não tem o direito de criar “rodinhas” que atrapalham a circulação ou falar alto nesses ambientes comprometendo  a mobilidade e a comunicação alheia. Tá? “Mas o ambiente é público”. Exato. Público. E nesses espaços a gente não faz “o que quer”.

Depois das compras, pausa para o café. A praça de alimentação está lotada e já terminou seu lanche? Não custa nada continuar a conversa enquanto caminha pelo shopping para que os outros possam apreciar sua refeição também. Custa menos ainda retirar sua bandeja.

(Imagem: Visual Hunt)

Mais

(Ch-ch-ch-ch) Changes

Mais de um mês longe daqui e muito para dividir. Nova rotina e novas experiências profissionais bagunçaram a agenda nos últimos meses, e, como não poderia deixar de ser, trouxeram novas reflexões, novas ideias, novos projetos. Finalmente pareço estar começando a reorganizar a vida. Divido por aqui um pouco disso tudo.

officers-tables-white-table

• O escritório continua funcionando

E a agenda de Consultoria Criativa para marcas de Moda para 2018 está aberta. A partir de um diagnóstico sobre a identidade da marca, seus objetivos e orçamento, traçamos um planejamento de ações avaliando prioridades e elencando sugestões para os próximos passos. Totalmente online (via Skype), o plano mensal de Consultoria Criativa para Marcas de Moda conta com quatro sessões e é ideal para quem está construindo e estruturando sua marca “depois do expediente”. Saiba mais aqui.

Ímpar?

É o novo nome da marca de moda que iniciei no primeiro semestre desse ano (e que levava meu nome). O propósito slow fashion permanece, e a vontade de experimentar aumentou. A terceira coleção está prestes a ser lançada, e traz sacolas de crochê exclusivas (apenas uma peça de cada) que revelam uma nova vontade. Em 2018, a etiqueta Ímpar deve ampliar a linha de produtos e materializar minhas inspirações em itens únicos com foco na construção de um guarda roupa com longa vida útil sem ignorar as tendências, pensando moda atemporal com frescor contemporâneo. Acompanhe também no Instagram.

• Reunião de pauta: blog e colunas

Diversificar o conteúdo do blog, misturando “moda profissão” com “moda-estilo de vida”, agregou leitores e conteúdo deixando o ivylemes.com a minha cara. Afinal, é impossível desvincular a moda do meu lifestyle. Minhas colunas de Moda para o blog Palpite De Alice continuam disponíveis no site do Viver Bem, na Gazeta Do Povo, mas não estarei mais por lá. Questão de foco.

Nesse tempo sem escrever, aproveitei para organizar pautas e reunir ideias. Novos conteúdos estão por vir. Volto logo.

(Ch-ch-ch-ch) Changes / Turn and face the strain / (Ch-ch) Changes / Just gonna have to be a different man / Time may change me, but I can’t trace time“.

(Imagem: Visual Hunt)