Moda

Regras (festivas) para quebrar

Estamos em dois mil e dezessete e ainda há quem acredite que a moda funciona como uma grande enciclopédia de certo e errado. Quando o assunto é roupa de festa, mais ainda. Recentemente compartilhei (na fanpage) uma publicação da Consuelo Blocker sobre vestido de festa com sapatos baixos, mas o salto alto é só uma das falsas obrigações femininas para festas formais.

• “Precisa usar vestido”

Certa vez, conversando sobre visuais festivos, comentei que minha irmã não usa vestido. Na ocasião, ouvi um comentário delicadamente repreensivo: “Como assim? Qual o motivo? Mas nem em festa black tie“? Minha irmã, nem ninguém, precisa de um motivo além de “não gosto de vestido” para justificar a escolha do próprio look. Mais ainda em um momento onde macacão no altar e alfaiataria no Tapete Vermelho do Oscar não são novidade. Além disso, nenhum dress code é superior à personalidade e conforto. Se precisa usar o que não lhe agrada para estar em algum lugar, a dica é: não vá a esse lugar.

MoniqueLhuillier
Monique Lhuillier
MoniqueLhuillier3
Monique Lhuillier

• “Tem que ir de salto”

Há pouco tempo escrevi sobre dress code, e a ideia que levei para esta publicação conversa com a falsa obrigatoriedade de vestido e salto alto para festas. Quando pensar em dress code, sobre ser/não ser adequado, não prenda-se às peças em si, mas ao grau de formalidade do item aliado ao modo de usar. Existem ótimas opções de calçados formais sem salto, e em alguns ambientes eles são até mais adequados que os modelos altos (casamento na praia, por exemplo).

Ninguém precisa estar de salto para estar elegante, nem mesmo a noiva: sapatilhas forradas com tecido nobre e aplicações de pedras combinam muito bem com longos, e até mesmo sandálias baixas, quando combinadas corretamente, funcionam. No lookbook da coleção limitada da Alberta Ferretti (outono 2017), rasteiras em cetim completam de forma perfeita vestidos de renda curto e longo; e no styling da Monique Lhuillier (primavera 2018) a sapatilha desfila junto com um vestido clássico.

alberta-ferretti-3
Alberta Ferretti Limited Edition
alberta-ferretti-2
Alberta Ferretti Limited Edition
MoniqueLhuillier2
Monique Lhuillier

• “Sem brilho é simples”

A sofisticação de uma peça não está na quantidade de bordados, mas no corte, nos materiais e no caimento da peça. Bordado demais (ou mal feito) pode, inclusive, “empobrecer” o visual. Na hora de escolher uma roupa de festa, invista em bons tecidos e escolha um modelo que valoriza o que mais gosta na sua silhueta. Essas peças não custam pouco, e esse é mais um motivo para optar por modelos versáteis: vestidos com poucos detalhes podem ser atualizados de uma festa para outra com acessórios e complementos diferentes, e circulam em ambientes com grau de formalidade diferentes. Sim! Repita a roupa. Peças boas não são descartáveis.

albino-teodoro-1
Albino Teodoro

No resort 2018 da Albino Teodoro, vestidos lisos com o corte impecável trazem detalhes como faixas para amarrar de diferentes formas,  forro em outra cor e broches preciosos. As festas fazem parte da sua rotina? Pense na possibilidade de investir em peças separadas, top, saia ou calça, em tecidos nobres para criar diferentes composições nessas ocasiões.

albino-teodoro-2
Albino Teodoro
albino-teodoro-3
Albino Teodoro

Reparou na maquiagem e no cabelo das produções da Monique Lhuillier e Albino Teodoro? A obrigatoriedade da beleza de salão, dos penteados esculturais e maquiagem elaborada é a quarta regra a ser quebrada.

(Imagens: divulgação)

+ | Clique e confira, em Festa fora do óbvio, quatro endereços de moda festa sob medida em Curitiba.

Anúncios

2 comentários em “Regras (festivas) para quebrar”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s