Comportamento, Moda

Recicle, customize, recombine, reutilize!

Na última semana de Alta Costura, em Paris, a Viktor & Rolf apresentou uma coleção construída a partir de peças de temporadas anteriores e retalhos de tecidos de acervo. O outono/inverno 2017 da grife chama a atenção pela riqueza das texturas criadas com tecidos entrelaçados, babados e botões; visuais que estimulam a criatividade tanto para bordar uma calça jeans quanto para utilizar volumosas camadas coloridas em um vestido de festa.

viktorerolf_2
Em um momento onde a indústria descarta toneladas de material têxtil todos os dias, reciclar é preciso. Segundo matéria sobre reúso dessa matéria-prima publicada na Folha de São Paulo (leia aqui), só na região do Bom Retiro, em São Paulo, duas toneladas de tecido são jogadas fora por dia; por isso, além da responsabilidade das empresas desse setor, cabe a cada um de nós fazer a nossa parte.

tecidos.jpg

Desmontar e costurar peças descartadas ou produzir novas a partir de retalhos são apenas algumas das formas de aderir à “reciclagem” quando o assunto é moda. Pequenas interferências como cortar / desfazer a barra, deixando-a desfiada ou alterando o comprimento, trocar botões ou adicionar patches atualizam peças antigas. Ideias de customização fáceis, que não exigem habilidades ou equipamentos específicos, não faltam em sites que reúnem galerias de inspiração, como o Pinterest, e nas próprias publicações especializadas e blogs. Os jeans bordados da passarela da Viktor & Rolf são um ótimo exemplo.

viktorerolf_1

Quem não é fã de trabalhos manuais pode reciclar itens da estação passada através do styling, recombinando e experimentando novas formas de uso para suas roupas. Uma cartela de cores diferente, sobreposições, usar um vestido de botões aberto sobre uma calça ou uma camisa longa com cinto como vestido e por aí vai. Pesquisar e selecionar referências ajuda muito nessa missão (comentei sobre explorar peças que temos dificuldade de usar no terceiro post da série Aprimorando o estilo).

Outra maneira de tornar novamente usáveis peças que seriam descartadas, suas e de outras pessoas, é vendendo ou trocando-as em brechós. Diversas lojas de roupas usadas trabalham com trocas e vale compras, geralmente revertidos em valor maior que o pago em dinheiro. Se a intenção da sua venda é renovar o guarda-roupa, a negociação pode valer a pena.

(Fotos: Aaron van Dorn via Visualhunt e reprodução)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s