Mais, Moda

Retrô não é vintage

Com as releituras do passado em alta, resolvi publicar por aqui um texto que escrevi para a 11ª edição da revista online Saia E Salto Alto (abril/maio de 2013). Nessa matéria, falo sobre uma pergunta que me fazem frequentemente: qual é a diferença entre vintage e retrô?

Em sua tradução literal a palavra francesa rétro denomina o que é antiquado. Porém, o termo foi emprestado pela Moda, em meados de 1960, para dar nome às releituras de roupas antigas, ou seja, peças novas inspiradas nas décadas passadas. Diferente disso o termo em inglês vintage refere-se a peças antigas, produzidas em décadas anteriores e que conservam suas características originais. Essas são itens de colecionador e clássicos que, quando deixam de ser herança de família, podem ser encontrados em leilões ou brechós.

VINTAGERETRO

Vale lembrar que ambos os termos são usados também em outras áreas, não apenas na moda, e que o valor de produtos vintage vai além do monetário. Esses modelos carregam o status de exclusivos em uma época onde o fast fashion e a reprodução de modelos de marcas renomadas (roupas e acessórios inspired) nos torna cada vez mais iguais no vestir.

Portanto, não confunda: a nova bolsa “sessentinha” de sua marca favorita é retrô, o modelo que herdou da sua avó, esse sim, é vintage.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s